O desenvolvimento do pré-escolar – 5 a 6 anos

Ao chegar aos 5, 6 anos, seu filho já está se comunicando bem...

Ao chegar aos 5, 6 anos, seu filho já está se comunicando bem com os amiguinhos e com adultos. Também já deve ter desenvolvido relativa autonomia com relação a seus hábitos de higiene. Mas, lembre-se, ele ainda necessita de orientação e supervisão para que estes hábitos se consolidem de forma saudável.
Na creche, ele já demonstrou capacidade de desenvolver atividades artísticas mais criativas e elaboradas. A música já pode ser incentivada com o uso de instrumentos musicais. É importante, nesta fase, o contato com cantigas, histórias, poesia e textos diversos. Nesta idade eles já aceitam jogos e brincadeiras com algumas regras e podem ser iniciados esportes que usem cambalhotas, corrida, salto e arremesso.
Ele agora já mostra interesse por pesquisa e descobertas sobre o meio ambiente envolvendo animais, plantas, fenômenos da natureza, alguns fatos históricos e mesmo conceitos matemáticos. As atividades de leitura e escrita progridem e algumas crianças podem chegar ao final da pré-escola bem perto de ler e escrever convencionalmente.
Certifique-se que a escolinha oferece um ambiente seguro, bem arejado, iluminado, estimulante e qualificado, visando ao desenvolvimento físico, psicológico, intelectual e social da criança.

Adquirindo mais autonomia
Como a criança está mais autônoma e exploradora, é importante garantir sua segurança. Apesar de mostrar-se independente, principalmente na hora de brincar, seu filho ainda não deve ficar sem supervisão. Escadas devem estar protegidas com portões e as janelas com grades ou telas. Se tiver piscina, que tenha acesso restrito, com portão trancado a chave. Também deve ser evitado o acesso de crianças a certas dependências como a cozinha e depósito de produtos de limpeza.
A alimentação é sempre muito importante e deve ser variada, equilibrada e oferecida como parte das atividades de educação nutricional. Deve-se intensificar a autonomia da criança para se alimentar, com escolhas saudáveis.
Se você ainda não teve oportunidade, é hora de fazer o teste de acuidade visual e auditiva para detectar eventuais déficits que estejam passando despercebidos. Deve-se fazer isso a tempo de evitar prejuízos na aprendizagem.
Não leve seu filho doente para a creche sem antes consultar o pediatra. Se ele estiver sendo medicado, prefira administrar os remédios em casa. Se for necessário dar alguma dose na creche, oriente a responsável pela criança e leve junto a receita médica e a bula do medicamento.
Certifique-se de estar em dia com as vacinas da criança e informe a escola sempre que seu filho tiver sido vacinado. Assim ele poderá receber o atendimento devido em caso de alguma reação à vacina. Lembre-se da importância da dose anual da vacina contra gripe (Influenza).